MENSAGEM PRA VOCÊ!!!

18 de abr de 2011

18 De Abril Dia Do Livro Infantil

Autor: Luci

Comemora-se nesse dia, para homenagear Monteiro Lobato, um grande escritor que escreveu várias obras infantis e juvenis, dentre elas O Sítio do Pica pau Amarelo de grande sucesso , ele foi um dos pioneiros em utilizar um linguajar falado no dia-a-dia por pessoas de fazendas, sítios e de cidade.

Encantou milhares de crianças com o Visconde de Sabugosa, a Emília a boneca de pano que falava, entre outros personagens.

A fantasia ajuda a formar a personalidade.

A literatura infantil surgiu somente no século XVII, com a descoberta da prensa. As histórias infantis e os contos populares, no entanto, existem desde que o ser humano adquiriu a fala.

Sabe-se que a história, tem grande importância na colaboração para a formação do indivíduo, pois através da imaginação, raciocínio, a criança vai construindo a sua própria história de vida, sedimentando em si, fatos que servirão para seu desenvolvimento intelectual e cultural.

A pessoa que lê conhece o mundo e conhecendo-o terá condições de atuar sobre ele, modificando-o e tornando-o melhor.

Quem lê, além de enriquecer seu vocabulário, abre seus horizontes, entra em contato com pensamentos e opiniões diversas, com diferentes pontos de vista.

Por meio da leitura, o ser humano cresce e conhece o universo, descobre a maneira de aprender a ler a vida, ler no sentido de interpretar, observar, refletir, é lendo que podemos descobrir muito além da nossa imaginação lugares fantásticos, personagens inesquecíveis.

Através da leitura podemos entrar num mundo imaginário e nos colocarmos no lugar do personagem favorito, viajar pelos mais variados países, até planetas. Podemos criar nosso próprio Universo.

Os momentos mágicos estão esvaindo-se, o que antes era um momento único, a hora da história em volta dos familiares, agora transformou-se em notícias de violência, pais que agridem seus filhos, avós que apanham de netos, filhos matando seus pais.

Se analisarmos os problemas mundiais saberemos que os contos de fada, o resgate da magia da leitura, do ouvir uma bela história não serão a solução, entretanto, atuando no inconsciente ajudam muito a criança resolver e entender seus conflitos.

Tornando o ato de contar histórias de forma mais atrativa, conseguiremos no futuro bons leitores, excelentes profissionais, pessoas capazes de interpretarem o que estão lendo, e Monteiro Lobato já dizia em tempos de outrora, “Um País se faz com homens e com livros”.

Contar histórias de várias maneiras é gratificante, notar os olhos brilhantes e atentos que todos têm ao ouvir uma história fortalece em nós o desejo de levar adiante o incentivo de contar histórias principalmente para crianças. Como já sabemos, as crianças devem ter contato com livros de histórias. E nós adultos devemos sempre incentivá-los à uma boa leitura.

Saber ler e contar histórias é de muita importância, pois é através do sentimento que vai torná-la mais prazerosa para quem ouve, quem deseja contar uma história, deve ter um preparo, fazer leituras prévias, gostar do que

está lendo, e não ler por ler. Como nos esclarece ABRAMOVICH, a leitura sempre significou abrir todas as portas para atender o mundo através dos olhos dos autores e da vivência das personagens... Ler foi sempre maravilha, gostosura, necessidade primeira e básica, prazer insubstituível.

Esse momento é mágico, devemos aproveitar para envolver as crianças e assim elas sentirão necessidade de buscar nos livros, a magia de poderem continuar sonhando.

http://www.artigonal.com/educacao-artigos/18-de-abril-dia-do-livro-infantil-888069.html

Perfil do Autor

Lucimar Alves Pedagoga formada pela Faculdade EDUVALE de Jaciara-MT, Pós-Graduada em Avaliação do Ensino e Aprendizagem pela Universidade do Oeste Paulista

0 comentários: