MENSAGEM PRA VOCÊ!!!

28 de dez de 2009

20 de dez de 2009

ENCERRAMENTO DO PROJETO ERA UMA VEZ...BRUXAS E FADAS

O PROJETO FOI ENCERRADO NO DIA 08 DE DEZEMBRO DE 2009.
UM SUCESSO!!!
ALUNOS E PROFESSORAS REALIZARAM UM GRANDE BAILE REAL...
ALÉM DO BAILE, REALIZAMOS UM BANQUETE REAL E A APRESENTAÇÃO DO CONTO À BELA E A FERA"
VEJA A SEGUIR, ALGUNS TRABALHOS DESENVOLVIDOS DURANTE O ANO COM O PROJETO ERA UMA VEZ... BRUXAS E FADAS:
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS
DRAMATIZAÇÃO
CRIATIVIDADE













17 de dez de 2009

VAMOS REFLETIR...

Podemos acreditar que tudo que a vida nos oferecerá no futuro é repetir o que fizemos ontem e hoje. Mas, se prestarmos atenção, vamos nos dar conta de que nenhum dia é igual a outro. Cada manhã traz uma benção escondida; uma benção que só serve para esse dia e que não se pode guardar nem desaproveitar.
Se não usamos este milagre hoje, ele vai se perder.
Este milagre está nos detalhes do cotidiano; é preciso viver cada minuto porque ali encontramos a saída de nossas confusões, a alegria de nossos bons momentos, a pista correta para a decisão que tomaremos.
Nunca podemos deixar que cada dia pareça igual ao anterior porque todos os dias são diferentes, porque estamos em constante processo de mudança.

Paulo Coelho

4 de nov de 2009

PLANEJAMENTO SEMANAL 03 A 06 DE NOVEMBRO


Acompanhe o planejamento que está sendo desenvolvido esta semana no 1º Ano B da Escola de Tempo Integral Iracema Maria Vicente- Campo Grande MS.
Clique Aqui

2 de nov de 2009

HERDEIROS DO FUTURO

Durante este Bimestre, estaremos estudando questões ambientais e preservação da natureza.
Realizaremos reflexões na sala de aula, através deste vídeo da Música Herdeiros do Futuro de Toquinho.

1 de nov de 2009

INTEGRAÇÃO DAS MÍDIAS NO TRABALHO PEDAGÓGICO


São grandes os desafios que o professor enfrenta ao planejar a integração das mídias em seu trabalho pedagógico. Não se faz tarefa fácil, pois além de todo o conteúdo a ser trabalhado, há ainda o desafio de utilizar as mídias a favor do desenvolvimento da aprendizagem.
O fato é que estarmos vivendo em um mundo sustentado pela tecnologia. Esse avanço está cada vez mais presente na vida do aluno. Desta forma, não é possível que o professor fique aquém de tanta informação e não utilize esses meios em suas aulas. Para tanto, é importante que o professor se torne capaz de encontrar meios onde as tecnologias não só melhore seu fazer pedagógico, como também dê uma maior satisfação aos seus alunos.
Cabe ao educador preparar-se para desempenhar o seu papel de mediador, sabendo aproveitar os recursos tecnológicos como meio de transformar o ambiente de aprendizagem, instigando o aluno a interessar-se cada vez mais pela construção do seu conhecimento.

28 de out de 2009

Acompanhe o planejamento da semana 26 a 30 de Outubro


Uma novidade pra você!!
Agora você poderá acompanhar o Planejamento que está sendo desenvolvido na sala do primeiro ano B da Escola de Tempo Integral Iracema Maria Vicente - Campo Grande MS.
Para visualizar o Planejamento e as atividades
Clique Aqui

BOLETIM EDUCAREDE




Ciclo de bate-papos
Dia 28/10, quarta-feira, às 15h.

Conversando com Cientistas

O EducaRede, em parceria com o Concurso Cientista do Amanhã, realiza o Ciclo de Bate-Papos: Conversando com Cientistas. Essa iniciativa tem como objetivo auxiliar professores e alunos do Ensino Fundamental e Médio a desenvolverem trabalhos científicos para inscrever na 53ª edição do concurso. Os chats estão organizados por área de especialidade. Para este bate-papo, convidamos o professor Jean Albert Bodinaud, que irá esclarecer dúvidas sobre a elaboração de trabalhos científicos na área de Exatas.

Dia 30/10, sexta-feira, às 14h.
Encontros virtuais do V Congresso Internacional EducaRede


Uma das atividades virtuais do V Congresso Internacional de EducaRede, que vai acontecer em novembro, é a série de bate-papos com especialistas. Venha participar do chat com Nivaldo Marcusso, responsável pela Gestão da Tecnologia da Informação, Planejamento Estratégico e Educação a Distância da Fundação Bradesco. Nivaldo vai conversar com os internautas sobre inovação numa instituição de ensino de grande porte. Participe!

Requisitos para participar do chat
1. Acessar esta página no dia e horário marcados.

2. Utilizar o navegador Internet Explorer.

3. Liberar a janela de pop up do seu navegador.

12 de out de 2009

PARABÉNS!!!



Envie também recados do Dia das Crianças, clique aqui!




12 DE OUTUBRO DIA DA CRIANÇA


<>
Envie também recados do Dia das Crianças, clique aqui!



Reflexões: Ler e Escrever


Um escritor precisa ler para observar e absorver o que foi lido. Um escritor precisa ler para se enriquecer culturalmente. Não há um bom escritor que não seja um leitor voraz com fome de informação, com fome de formação. Um escritor precisa ler bons textos para escrever bons textos. Um bom escritor é sempre um bom leitor.

A IMPORTÂNCIA DO ATO DE LER...


Pela primeira vez, estamos comemorando oficialmente o DIA NACIONAL DA LEITURA e o Instituto Ecofuturo em parceria com muitos interessados foram os responsáveis por tornar o DIA NACIONAL DA LEITURA uma realidade. Desde 2006 que promove eventos com o objetivo de dar origem ao DIA NACIONAL DA LEITURA inclusive coletou até assinaturas. Ter um dia dedicado à leitura é sensibilizar todos sobre a importância do ler e de se oferecer literatura para as crianças desde os primeiros anos de vida.

Através da leitura partilhamos sentimentos, pensamentos, feitios e interesses. É possível ainda, trabalhar o lúdico, o faz-de-conta, valores, o bem, o mal, o herói, o simples, enfim,colocamo-nos em outros tempos, outros lugares, outras culturas. A leitura nos coloca em situações e dilemas que nós nunca poderíamos imaginar que encontrássemos, nos ajudam a sonhar, a pensar.



Participe ativamente da Comunidade de Leitura entre outros projetos, se associando ao Instituto Ecofuturo.

O EducaRede em parceria com o Instituto Ecofuturo em comemoração a Semana Nacional da Leitura irá promover entrevistas com especialistas em linguagem e escritores de livros infanto-juvenis.
Veja a programação e participe:

Dia 13/10, terça-feira, às 15h: chat com Daniel Munduruku
Escritor indígena com mais de 30 livros publicados, voltados principalmente para o público infanto-juvenil. É diretor-presidente do Inbrapi -Instituto Indígena Brasileiro para Propriedade Intelectual, Comendador da Ordem do Mérito Cultural da Presidência da República e Pesquisador do CNPq.

Dia 14/10, quarta-feira, às 15h: chat com Lucila Pastorello
Fonoaudióloga, mestre em Psicolinguística pela Universidade de São Paulo, bolsista de doutorado da Fapesp, pesquisando sobre leitura em voz alta. Consultora de linguagem em projetos de incentivo à leitura e autora de diversas publicações sobre o tema.

Dia 15/10, quinta-feira, às 15h: chat com Roger Mello
Ilustrador e autor de livros infantis, com diversos prêmios por suas publicações para crianças e também como dramaturgo. Em 2002, Meninos do Mangue foi o grande destaque nos concursos literários, recebendo dois prêmios Jabuti (de Melhor Ilustração e de Melhor Livro Juvenil) e o Grande Prêmio Internacional, da Fondation Espace Enfants (FEE), Suiça.

Requisitos para participar do chat:

1. Acessar esta página no dia e horário marcados.
2. Utilizar o navegador Internet Explorer.
3. Liberar a janela de pop up do seu navegador.

8 de out de 2009

Escola de Tempo Integral - PLANO DE ENSINO 4º BIMESTRE


Escola Municipal Profª Iracema Maria Vicente

Professor: Meriely Lopes Alves da Nóbrega

Ano de atuação: 1º ano

Turma: B

Tempo de duração: 4° Bimestre (2009)

AMBIENTE DE APRENDIZAGEM:

AA1, AA2, AA3, AA4 e AA5.

TEMÁTICA DE ESTUDO:

MEIO AMBIENTE: CONHECER PARA PRESERVAR

PROBLEMATIZAÇÃO:

Entendemos que é na infância que se desenvolvem hábitos saudáveis e se estabelece padrão de comportamento baseados em valores morais e sociais. Assim, surge a intenção de desenvolver em nossos alunos ações e posturas responsáveis e saudáveis, seja junto à natureza, em suas casas ou mesmo na comunidade onde vivem.

REFLEXÃO TEMÁTICA
"Tudo o que acontece no mundo, seja no meu país, na minha cidade ou no meu bairro acontece comigo. Então eu preciso participar das decisões que interferem na minha vida".
(Herbert de Souza, o Betinho)
O que podemos fazer para cuidar melhor do nosso planeta e conseqüentemente termos uma melhor qualidade de vida?

CONTEÚDO:

GEOGRAFIA:
Diferenças culturais em espaços específicos.
O trânsito.

HISTÓRIA:
O tempo em nossa vida.

LÍNGUA PORTUGUESA:
Textos informativos: Gráficos e tabelas.
Textos publicitários: cartazes, folhetos e folders.
Textos descritivos: imagens, lugares, objetos, pessoas, animais.
Segmentação.
Uso de pontuação.
Palavras, listas e textos coletivos e individuais.
Relação fonema/grafema.
Nome e sobrenome.
Rimas.

CIÊNCIAS:
Vida e ambiente: preservação e cuidados com o meio ambiente.
Dengue (prevenção, sintomas). Vacinas. Drogas

MATEMÁTICA:
Medida de tempo: calendário, hora, dia (manhã, tarde, noite) semana, mês e ano.
Agrupamentos em outras bases.
Sólidos geométricos: esfera, cilindro, cubo e paralelepípedo.
Situações-problema, envolvendo as idéias da adição, subtração.
Situações-problema envolvendo trocas no sistema monetário brasileiro
Tabela simples, listas e gráficos de barras
Leitura e escrita dos números da ordem das dezenas simples.

OBJETIVO GERAL

Acreditando que a escola é um veículo com grandes poderes de transmissão de pensamento e auxiliadora no processo de construção de conhecimento, verifica-se a necessidade de ampliar as noções já elaboradas das crianças sobre o meio ambiente, nas suas mais variadas formas, pois a gente só protege e cuida daquilo que conhece e ama.
Assim, temos como objetivo principal, buscar formar o senso crítico na criança, estimulando-a a retirar da natureza somente o que é necessário para sua sobrevivência, mostrando que o meio ambiente não pertence a elas, mas que elas estão inseridas nele e que cuidados importantes promovem qualidade de vida para todos os seres vivos.

METODOLOGIAS E SUAS TECNOLOGIAS

A metodologia utilizada durante o bimestre se valerá de pesquisas em sites, aula passeio, música, vídeo educativo, história infantil, jogos, software educativo, trabalhos artísticos e lúdicos relacionados à preservação ambiental, desperdício da água, lixo e reciclagem.
Problemas que afetam nosso planeta. Falar sobre os desmatamentos, queimadas e atos de vandalismo na natureza, como poluição do solo e da água e despertar na criança a consciência de preservação, indo além do não poluir, mas chamando atenção para atitudes erradas de quem ainda precisa de ajuda.
Assistir o vídeo: SOS O Planeta pede vida! http://www.youtube.com/watch?v=5JCj2H2Olbc
Introdução do tema: Na Roda, discutir sobre os problemas que afetam o Planeta Terra
Visitas técnicas e aulas passeios em locais como Águas Guariroba, CRAS etc.
Favorecer a sua livre expressão para que, participem e busquem novas maneiras de interagir com a realidade até mesmo para modificá-la.
Trabalhar com músicas, interpretando-as oralemnte, com gestos, escritas ou desenhos.
Realizar visitas a bibliteca para pesquisar e ouvir leitura de textos.
Desenvolver atividades lúdicas com jogos, brincadeiras e cantigas de roda, organizando os alunos com diferentes estratégias (individual, em grupos, em círculo, sentados no chão ou na cadeira).
Resolver atividades no ambiente virtual utilizando fermentas como Word, PowerPoint, Softwares e Flash, buscando desenvolver a leitura e a escrita, relacionadas aos conteúdos a serem trabalhados durante o bimestre.
Propor resolução de problemas matemáticos utilizando materiais concretos como tampinhas de garrafa, palitos, canudos entre outros.
Utilizar vídeos como recurso para enriquecer os conteúdos trabalhados.
Realizar pesquisas e coletas de dados para montagem de gráficos e tabelas;
Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
Leitura textos de diferentes gêneros textuais;
Realizar rodas de conversa, a fim de refletir e discutir problemas ambientais.
Utilizar a internet como fonte de pesquisa nos estudos relacionados ao meio ambiente, água, animais, plantas e o lixo.
Visita a locais específicos para pesquisa de campo e realização de experiências.
Busca de informações junto aos pais e familiares.
Realização de ações individuais e coletivas com resultados construtivos, na utilização da água e cuidados ambientais.
Trabalhos com escolha, independência, autonomia, promovendo a auto-estima.
Aapresentação artística com a música Herdeiros do Futuro.
confeccão de Folders de conscientização dos cuidados com o meio ambiente.
Exposição de fotos de demonstrem a degradação do meio ambiente.
Visita ao site: www.uol.com.br/ecokids/ que trata da questão da preservação do meio ambiente.
Conversa dirigida a respeito de história lidas: interpretações, opiniões, o que eles entende por meio ambiente; a situação atual deste meio.
Leitura delivros infantis que trate da questão do meio ambiente. Por exemplo, "Iara e a Poluição das Águas" e "Caça ao Tesouro". Ambos da Editora Moderna.
Proporcionar o contato e o uso dos recursos tecnológicos como aliados ao processo de aprendizado e também ao processo de preservação do meio ambiente.
Confecção de cartazes.
Estudos sobre a Reciclagem. O que é reciclagem? Quais matérias podemos reciclar? Por que devemos reciclar? Conscientização
Estudos sobre o Lixo. O que é lixo? Tipos de lixo ( seco e orgânico) e sua separação. Coleta de lixo e armazenamento
Fiscal da água: Cada dia um aluno ficará responsável pela fiscalização de como os colegas estão utilização a água na escola.
Estudos sobre a Água. Onde encontramos? Para que utilizamos? De que formas podemos encontrá-la?
Conseqüências de sua poluição. Conscientização contra o desperdício e pela preservação.

PROCESSO AVALIATIVO

A avaliação será feita durante o processo, através da participação do
aluno, produções feitas por ele e pela observação do seu desempenho e interesse.
Observar ainda, se os alunos estão aprendendo a importância de certos valores, como solidariedade, companheirismo e respeito, que serão importante ao longo de nossas vidas.
Registrar os aspectos observados em planilha e caderno de registros. Aplicar Avaliação Diagnóstica ao final do Bimestre, buscando respaldar dados observados e registrados na planilha.

FONTES DE PESQUISA

ANDRADE Tânia e JERONIMO, Valdith. Meio Ambiente: lixo e educação Ambiental. João Pessoa: Ed. Grafset,
2004.
Documento oficial do Ministério do Meio Ambiente: Projeto Vamos cuidar do Brasil - Mudanças Ambientais Globais
sites:
http://www.sol.eti.br/infantil/inicio_alfabetizacao.html
http://www.youtube.com/watch?v=5JCj2H2Olbc
http://www.abcdaecologia.hpg.ig.com.br/
http://www.ate.com.br/agua/
http://www.amigodaagua.com.br/
http://www.biologo.com.br/meioambiente/sites.html
http://www.recicloteca.org.br/Default.asp
http://iguinho.ig.com.br/jogos.html
http://www.tvcultura.chttp://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?
http://www.atividadeseducativas.com.br/index.php?lista=meio ambiente&pagina=1
http://www.apremavi.org.br/noticias/apremavi/536/atividades-educativas-e-praticas-na-semana-do-meio-ambiente

5 de out de 2009

Você Sabia…

Que beijar por 1 minuto queima 26 calorias?


Que cada cigarro que você fuma faz você morrer 5 minutos mais cedo do que esperado?


Que a Bíblia é o livro mais roubado de livrarias?

Empadão de Liquidificador


Ingredientes
Massa:
2 xícaras (chá) de leite
1 xícara (chá) de óleo
4 ovos
11 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de açúcar
1 colher (chá) de fermento em pó
Recheio:
300g de peito de frango cozido com todos os temperos e desfiado
150g de lombinho canadense cortado em cubos pequenos


Modo de Preparo

Coloque todos os ingredientes da massa no liquidificador e bata bem
Unte e povilhe um refratário médio
Despeje metade da massa, espalhe o recheio e coloque o restante da massa
Leve ao forno médio por cerca de 45 minutos ou até que esteja dourado.

"Educai as crianças, para que não seja necessário punir os adultos."
(Pitágoras)

14 de set de 2009

O USO DAS TECNOLOGIAS NA SALA DE AULA


As transformações e mudanças presentes na educação nos mostram a necessidade do uso das tecnologias na sala de aula. No entanto, cada educador deve identificar a melhor maneira de utilizá-la, sem esquecer porém, o que nos diz o prof. Moran: "Há muitas mudanças acontecendo e não podemos ignorá-las ou condená-las. Só estou chamando a atenção para uma inversão de valores, que pode nos prejudicar como pessoas e sociedade."
Porém, vale ressaltar que somos nós educadores que fazemos a diferença e não as máquinas. Assim percebemos, que é muito importante usar a tecnologia, poré m com muito cuidado, pois não podemos permitir que as tecnologias, ou seja, as máquinas tomem espaço e seja a principal fonte de conhecimento dos nossos alunos. A presença do professor deve ser fundamental e será através de suas atitudes que os mesmos poderão ser valorizados.
Mériely Nóbrega

31 de ago de 2009

PEP 3º QUINZENA - 3º BIMESTRE


IDENTIFICAÇÃO

Escola Municipal Profª Iracema Maria Vicente
Professor: Meriely Lopes Alves da Nóbrega
Ano de atuação: 1º ano
Turma: B
Tempo de duração: 3ª Quinzena do 3° Bimestre (2009)

AMBIENTE DE APRENDIZAGEM:
AA1, AA2, AA3, AA4 e AA5.
TEMÁTICA DE ESTUDO:
Alunos do 1º Ano: construtores de sua própria de cultura

PROBLEMATIZAÇÃO:

O saber popular é um dos pontos de partida para o fazer pedagógico, buscando assim ampliar o conhecimento, compreensão e análise das conquistas dessa cultura e seus diversos determinantes, além da importância de se preservar as tradições de um povo.
considerando tais afirmativas, vamos pensar: Mas o que está por trás de cada manifestação cultural construída socialmente? Que fatores colaboram na construção dos costumes individuais?
E mais: Podemos construir sozinhos saberes culturais?
CONTEÚDO:
AA1 - GEOGRAFIA:
História de Campo Grande ( Profissões, meios de transporte e Meios de comunicação utilizados em Campo Grande).
AA1 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Segmentação.
Textos narrativos: lendas e fábulas.
Textos informativos: Gráficos e tabelas.
AA2 - CIÊNCIAS:
Alimentação saudável.
AA2 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Uso de pontuações.
Medida de tempo: calendário, hora, dia (manhã, tarde, noite) semana, mês e ano
AA2 - MATEMÁTICA:
Percepção do valor posicional dos algarismos.
Situações-problema envolvendo trocas no sistema monetário brasileiro
AA3 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Palavras, frases, e textos coletivos e individuais.
AA3 - MATEMÁTICA:
Produção da leitura dos números naturais.
Identificação de regularidades na seqüência numérica, para nomear, ler escrever, compara e ordenar.
Leitura e escrita dos números da ordem das dezenas simples.
AA4 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Nome e sobrenome.
AA4 - MATEMÁTICA:
Situações-problema, envolvendo as idéias da adição, subtração e idéias multiplicativas (juntar quantidades iguais). Tabela simples, listas e gráficos de barras.
Formas geométricas planas, círculos, quadrados e retângulos
AA5 - HISTÓRIA:
Brinquedos e brincadeiras %u2013 preferências.
AA5 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Nome de pessoas da família, da professora e da escola.
Relação fonema/grafema.
Ordenação.
AA5 - MATEMÁTICA:
Agrupamentos em outras bases.
OBJETIVO GERAL
Promover através das tecnologias, pesquisa e interatividade, a valorização da cultura e dos costumes folclóricos considerando-os como patrimônio cultural que deve ser construído e preservado.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS
AA1 - Geografia:
Diferenciar as noções temporais, quem nasceu antes, quem nasceu depois, o que mudou, por que mudou.
AA1 - História:
Respeitar as diferenças valorizando o modo de ser de cada um.
AA1 - Língua Portuguesa:
Análise - localizar palavras nos textos memorizados.
AA2 - Ciências:
Compreender a importância de uma alimentação saudável.
AA2 - Língua Portuguesa:
Escrita - escrever listas de palavras e títulos estabelecendo a relação letra/som.
AA2 - Matemática:
Contar elementos em diferentes situações.
AA3 - Ciências:
Desenvolver atitudes de observação e investigação.
AA3 - Língua Portuguesa:
Leitura - identificar personagens e fatos de um texto lido.
AA3 - Matemática:
Reconhecer e ler os números naturais.
AA4 - Geografia:
Compreender a relação desse espaço com o trabalho, com a família, com os demais sujeitos sociais, com os colegas, com uma determinada instituição, com os funcionários da escola, entre outros.
AA4 - Língua Portuguesa:
Leitura - localizar informações explícitas em textos diversos (contos, histórias em quadrinhos, bilhetes, poemas, receitas e outros).
AA5 - História:
Compreender a relação entre fatos históricos.
AA5 - Língua Portuguesa:
Oralidade - representar oralmente histórias ouvidas.
AA5 - Matemática:
Resolver problemas expressos por situações orais, textos e representações matemáticas.
METODOLOGIAS E SUAS TECNOLOGIAS
Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
Desenvolver atividades lúdicas com jogos, brincadeiras e cantigas de roda, organizando os alunos com diferentes estratégias (individual, em grupos, em círculo, sentados no chão ou na cadeira).
Leitura textos de diferentes gêneros textuais;
Montagem de um livro com atividades desenvolvidas durante o bimestre.
Pesquisar sobre a história de nossa cidade.
Pesquisas de manifestações da cultura brasileira.
Produzir listas, frases e textos individuais e coletivos;
Propor resolução de problemas matemáticos utilizando materiais concretos como tampinhas de garrafa, palitos, canudos entre outros.
Realizar atividades diárias de higiene;
Realizar pesquisas e coletas de dados para montagem de gráficos e tabelas;
Realizar visitas a bibliteca para pesquisar e ouvir histórias.
Resolver atividades no ambiente virtual utilizando fermentas como Word, PowerPoint, Softwares e Flash, buscando desenvolver a leitura e a escrita, relacionadas aos conteúdos a serem trabalhados durante o bimestre.
Rodas de leitura e conversa analisando textos lidos pela professora;
Utilizar vídeos como recurso para enriquecer os conteúdos trabalhados.
PROCESSO AVALIATIVO
A avaliação será realizada através da observação, considerando as atitudes e comportamentos dos alunos, bem como seu interesse e participação.
Registrar os aspectos observados em planilha e caderno de registros. Aplicar Avaliação Diagnóstica ao final do Bimestre, buscando respaldar dados observados e registrados na planilha.
FONTES DE PESQUISA
Àlbuns do picasa;
Blog_Cantinho da Prof. Mériely
Livros didáticos e pára-didáticos da Biblioteca da Escola;
Internet (http://www.sol.eti.br, www.smartkids.com.br; www.canalkids.com.br)

21 de ago de 2009

Aniversário de Campo Grande


No dia 26 de Agosto de 2009, a Cidade Morena "Campo Grande", capital do estado do Mato Grosso do Sul estará completando 110 anos.
Campo Grande foi fundada por José Antonio Pereira, que estava a procura de gleba da qual pudesse apossar com sua gente. Assim, no dia 21 de junho de 1872, acampou nas terras onduladas da Serra de Maracajú, na confluência dos córregos Prosa e Segredo – hoje Horto Florestal.José Antonio Pereira, seus familiares e amigos muito contribuiram para o crescimento da cidade Morena.
O povoado de Campo Grande cresce e prospera com o comércio de gado, proporcionado pelo estabelecimento da fazendas de criação em suas imediações e nos campo limpos de Vacarias. Torna-se um centro de comercialização de gado, de onde partiam comitivas conduzindo boiadas para o Triângulo Mineiro e o Paraguai.
Outro fator de progresso para Campo Grande e para o Estado de Mato Grosso, foi a chegada da Estrada de Ferro da Noroeste do Brasil, em 1914. foi o marco decisivo para o crescimento da cidade, que tornou-se ainda, a capital do estado do Mato Grosso do Sul.
Campo Grande ocupa posição privilegiada geograficamente, ou seja, está localizada no centro do Estado, eqüidistante de seus extremos norte, sul, leste e oeste; está também localizada sobre o divisor de águas das bacias dos rios Paraná e Paraguai, o que facilitou a construção das primeiras estradas que até aqui chegaram ou que daqui partiram. Esta posição em muito contribuiu para que se tornasse a grande encruzilhada ou pólo de desenvolvimento da vasta região.
Graça a seu solo avermelhado e seu clima tropical, a cidade é carinhosamente chamada de “Cidade Morena”, possui uma boa estrutura, com ampla rede hoteleira, bons restaurantes com variados pratos típicos. É por Campo Grande que começa toda aventura turística dos que se propõem a conhecer o Pantanal.
Parabéns Campo Grande, Cidade Morena.

Prática Pedagógica no processo de alfabetização


Mudanças de metodologias e paradigmas do âmbito escolar, nos faz perceber, a importância de repensar o fazer em sala de aula.
Ao ingressar na educação profissionalmente, muitas vezes desenvolvemos um trabalho baseado na memorização, descontextualizado, e principalmente, sem embasamento teórico. Isto porque inconscientemente, somos executores de uma educação “bancária”, como diz Paulo Freire:
Nela o educador aparece como seu indiscutível agente, como o seu real sujeito, cuja tarefa indeclinável é “encher” os educandos dos conteúdos de sua narração. Conteúdos que são retalhos da realidade desconectados da totalidade em que se engendram e em cuja visão ganharia significação. (1987 p. 33)

No entanto, as mudanças e transformações de idéias e práticas pedagógicas, nos levam a adquirir novas posturas.
Rojas nos mostra a importância desta mudança, quando diz:
Nós professores, estamos como que assutados e a o mesmo tempo atropelados pelo contexto de modernidade deste final de século. Não há mais tempo. Este escorrega pelos vãos dos dedos, como grãos de areia quando apertados por entre as mãos. Ou buscamos mudanças ou ficamos à berlinda do processo. (2000, p. 80)

O BRINCAR NA INFÂNCIA


“Ë impossível descrever a força inerente da fantasia no brincar singelo de uma criança, este momento é de tal forma marcante, que as lembranças destas vivências ficarão marcadas e sempre serão lembradas em nossa vida de adultos”

Mériely Lopes Alves da Nóbrega.

1 de jul de 2009

Compartilhando carinhos...


Ganhei este lindo selinho de Dany Gonzales do blog Jardim da Tia Dany. Este selo demonstra o carinho que todas nós blogueiras temos umas com as outras em compartilhar nossas idéias e experiências. Obrigada pelo carinho!

Ofereço também a todos que visitam meu blog
Beijos...

PEP 4ª QUINZENA JUNHO.pdf - Windows Live

PEP 4ª QUINZENA JUNHO.pdf - Windows Live

26 de jun de 2009

21 de jun de 2009

PEP 3ª QUINZENA

IDENTIFICAÇÃO

Escola Municipal Profª Iracema Maria Vicente
Professor: Meriely Lopes Alves da Nóbrega
Ano de atuação: 1º ano
Turma: B
Tempo de duração: 3ª Quinzena do 2° Bimestre (2009)

AMBIENTE DE APRENDIZAGEM:
AA1, AA2, AA3, AA4 e AA5.

TEMÁTICA DE ESTUDO:

Eu no mundo

PROBLEMATIZAÇÃO:

Atividade disparadora:
Apresentar aos alunos o texto abaixo:

SEU CORPO FALA!
SENTE FOME, TEM SEDE.
SENTE FRIO, CALOR E DOR.
SALTA, PULA, DANÇA E PENSA.
PRODUZ E ELIMINA SUBSTÂNCIAS
AR ENTRA E SAI.
CORAÇÃO PULSA, SANGUE CORRE.
VOCÊ JÁ PAROU PARA SENTIR SEU CORPO?
E PARA PENSAR QUANTA COISA DIFERENTE ACONTECE DENTRO DELE?

Após realizar leitura coletiva e refletir sobre as partes do corpo que aparecem no texto, vamos pensar: Como sentimos e percebemos o mundo através do funcionamento do nosso corpo?

CONTEÚDO:

AA1 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Análise de Rimas.
Relação fonema/grafema.

AA2 - CIÊNCIAS:
Hábitos de higiene.

AA2 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Constituição alfabética de palavras,
Escrita convencional e não convencional.
Textos jornalísticos: notícias, entrevistas, classificados.
Uso das linguagens e suas modalidades (oral e escrita).

AA2 - MATEMÁTICA:
Medida de tempo: calendário, dia e noite.


AA3 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Convencionalidades do sistema de escrita (linearidade, orientação: esquerda e direita).
Produção e expressão oral

AA3 - MATEMÁTICA:
Formas geométricas planas, círculos, quadrados e retângulos.

AA4 - GEOGRAFIA:
Espaço natural e construído.
Espaço doméstico (casa, rua, bairro).

AA4 - LÍNGUA PORTUGUESA:
Estratégias de leitura.
Produção de listas.

AA5 - HISTÓRIA:
Cada criança tem uma história

AA5 - MATEMÁTICA:
Contagem e registro de quantidade.
Situações-problema, envolvendo as idéias da adição e subtração.

OBJETIVO GERAL

Conhecer o corpo, os sentidos e suas funções reconhecendo sua importância na identificação das características ambientais, bem como compreender por meio de pesquisa e análises de imagens as fases do crescimento pelas quais vem passando, relatando como se alimentava, como se vestia e como se locomovia em cada uma dessas fases.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Situar-se em um determinado espaço.
Perceber como o "eu" é fundamental no processo histórico.
Escrita - escrever palavras e textos, ainda que de forma não convencional.
Utilizar os órgãos dos sentidos para perceber a si mesmo e o mundo que o rodeia.
Leitura - compreender os textos lidos pelo professor.
Contar elementos em diferentes situações.
Desenvolver atitudes de observação e investigação.
Análise - compor e decompor palavras significativas utilizando as letras móveis.
Utilizar o calendário para estabelecer relações de tempo.
Perceber o espaço ocupado por ele e pelo outro.
Leitura - transcrever informações explícitas em contos, histórias em quadrinhos, bilhetes, poemas, receitas e outros.
Diferenciar suas atividades na rotina diária identificando o dia e a noite.
Leitura - utilizar diferentes estratégias de leitura.
Utilizar noções de números em situações cotidianas.
Resolver problemas expressos de diversas formas utilizando as noções de tabelas e gráficos.

METODOLOGIAS E SUAS TECNOLOGIAS

Apresentações orais e escritas das pesquisas realizadas quanto aos órgãos dos sentidos.
Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
Confeccionar cartazes e painéis com figuras recortadas e desenhadas pelos alunos.
Desenvolver atividades de recorte e colagem para montagem de painéis, estudando espaços, naturais e construídos;
Desenvolver atividades lúdicas com jogos, brincadeiras e cantigas de roda, organizando os alunos com diferentes estratégias (individual, em grupos, em círculo, sentados no chão ou na cadeira).
Desenvolver registros escritos a partir da análise de filmes;
Escrita de palavras através do alfabeto móvel e do varal de letras.
Identificar todas as partes do corpo através de atividades de investigação, leitura, música, jogos e dinâmicas;
Favorecer a sua livre expressão para que, participem e busquem novas maneiras de interagir com a
realidade até mesmo para modificá-la;
Ler textos de diferentes gêneros textuais;
Produzir listas, frases e textos individuais e coletivos;
Propor resolução de problemas matemáticos utilizando materiais concretos como tampinhas de garrafa, palitos, canudos entre outros.
Realizar atividades diárias de higiene;
Realizar visitas à Biblioteca para contação de histórias e pesquisas;
Resolver atividades envolvendo cruzadinhas, caça-palavras, bingo, palavras lacunadas para desenvolvimento da leitura e da escrita;
Resolver atividades no ambiente virtual utilizando fermentas como Word, PowerPoint, Softwares e Flash, buscando desenvolver a leitura e a escrita, a análise do calendário, dia e noite e localização espacial.
Resolver situações-problemas envolvendo conceitos matemáticos;
Rodas de leitura e conversa analisando textos lidos pela professora;

PROCESSO AVALIATIVO

A avaliação será realizada através da observação, considerando as atitudes e comportamentos dos alunos, bem como seu interesse e participação.
Registrar os aspectos observados em planilha e caderno de registros. Aplicar Avaliação Diagnóstica ao final do Bimestre, buscando respaldar dados observados e registrados na planilha.


FONTES DE PESQUISA
Àlbuns do picasa;
Livros didáticos e pára-didáticos da Biblioteca da Escola;
Internet (http://www.sol.eti.br, www.smartkids.com.br; www.canalkids.com.br)

PRINCÍPIOS

Adequar os recursos tecnológicos às atividades de aprendizagem (epilinguagem);
Conhecer e respeitar seu espaço de vivência (sala de aula, bairro, casa, espaços públicos, patrimônio cultural);
Garantir os espaços de aprendizagem valorizando a produção dos alunos.


INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA

Alguns textos para estudo:

O PATO
VINÍCIUS DE MORAES

LÁ VEM O PATO
PATA AQUI, PATA ACOLÁ

LÁ VEM O PATO
PARA VER O QUE É QUE HÁ.

O PATO PATETA
PINTOU O CANECO
SURROU A GALINHA
BATEU NO MARRECO
PULOU O POLEIRO
NO PÉ DO CAVALO
LEVOU UM COICE
CRIOU UM GALO
COMEU UM PEDAÇO
DE JENIPAPO
FICOU ENGASGADO
COM DOR NO PAPO
CAIU NO POÇO
QUEBROU A TIJELA
TANTAS FEZ O MOÇO
QUE FOI PRA PANELA.

1. PINTE E LISTE OS NOMES DOS ANIMAIS QUE APARECEM NO TEXTO:
2. QUAL O PERSONAGEM PRINCIPAL DO TEXTO?
3. POR QUE O PATO FOI PARAR NA PANELA?
4. PARA QUE SERVE UM PATO NA PANELA?
5. ILUSTRE A POESIA


Poema

BRINCANDO DE NÃO-ME-OLHE

NÃO ME OLHE DA PORTA
QUE EU NÃO SOU TORTA.

NÃO ME OLHE DO PORTÃO
QUE EU NÃO SOU LEITÃO.


NÃO ME OLHE NO OLHO
QUE EU NÃO SOU CAOLHO.

NÃO ME OLHE NA MÃO
QUE EU NÃO SOU MAMÃO.

NÃO ME OLHE NO JOELHO
QUE EU NÃO SOU ESPELHO.

ELIAS JOSÉ


TRAVA-LÍNGUA

-ALÔ, O TATU TAÍ?
-NÃO O TATU NÃO TÁ,
MAS A MULHER DO TATU TANDO
É O MESMO QUE O TATU TÁ.

17 de mai de 2009

Plano de Ensino_2º Bimestre

IDENTIFICAÇÃO

Escola Municipal Profª Iracema Maria Vicente

Professor: Meriely Lopes Alves da Nóbrega

Ano de atuação: 1º ano

Tempo de duração: 2° Bimestre (2009)

AMBIENTE DE APRENDIZAGEM:

AA1, AA2, AA3, AA4 e AA5.

TEMÁTICA DE ESTUDO:


Eu no mundo

PROBLEMATIZAÇÃO:

Atividade disparadora:
Apresentar aos alunos o texto abaixo:

SEU CORPO FALA!
SENTE FOME, TEM SEDE.
SENTE FRIO, CALOR E DOR.
SALTA, PULA, DANÇA E PENSA.
PRODUZ E ELIMINA SUBSTÂNCIAS
AR ENTRA E SAI.
CORAÇÃO PULSA, SANGUE CORRE.
VOCÊ JÁ PAROU PARA SENTIR SEU CORPO?
E PARA PENSAR QUANTA COISA DIFERENTE ACONTECE DENTRO DELE?

Após realizar leitura coletiva e refletir sobre as partes do corpo que aparecem no texto, vamos pensar: Como
sentimos e percebemos o mundo através do funcionamento do nosso corpo?

CONTEÚDO:

GEOGRAFIA:
Meu papel na construção do espaço.
Espaço natural e construído.
Espaço doméstico (casa, rua, bairro).
Sala de aula.


HISTÓRIA:
Cada criança tem uma história
Eu e minha família
Linha do tempo.


LÍNGUA PORTUGUESA:



Textos epistolares: bilhetes, convites, avisos e recados.
Textos informativos: Gráficos e tabelas.
Textos jornalísticos: notícias, entrevistas, classificados.
Relação fonema/grafema.
Estudo do Nome e sobrenome.
Estratégias de leitura.
Segmentação.
Análise de Rimas.
Produção e expressão oral
Escrita convencional e não convencional.
Produção de listas.
Constituição alfabética de palavras,
Convencionalidades do sistema de escrita (linearidade, orientação: esquerda e direita).
Uso das linguagens e suas modalidades (oral e escrita).
Construção de frases

CIÊNCIAS:
Fases da vida
Órgãos dos sentidos
Hábitos de higiene.
Prevenção de acidentes domésticos
Cuidados com a ingestão de remédios.


MATEMÁTICA:
Contagem e registro de quantidade.
Situações-problema, envolvendo as idéias da adição e subtração.
Medida de tempo: calendário, dia e noite.
Tabela simples, listas e gráficos de barras.
Formas geométricas planas, círculos, quadrados e retângulos.
Localização espacial.

OBJETIVO GERAL

Conhecer o corpo, os sentidos e suas funções reconhecendo sua importância na identificação das características ambientais, bem como compreender por meio de pesquisa e análises de imagens as fases do crescimento pelas quais vem passando, relatando como se alimentava, como se vestia e como se locomovia em cada uma dessas fases.


OBJETIVOS ESPECÍFICOS


Análise - analisar sua própria escrita e a do outro.
Análise - compor e decompor palavras significativas utilizando as letras móveis.
Análise - identificar as características dos gêneros: conto (personagem, fato, tempo, e espaço), histórias em quadrinhos (onomatopéias, balões e traços de movimento), bilhete (destinatário, vocativo, assunto, despedida e assinatura) e texto poético (ritmo, rima, versos, estrofes e disposição gráfica), linguagem verbal e não verbal.
Análise - relação fonema/grafema (valor posicional e funcional da letra na palavra).
Análise - relacionar a leitura oral com a escrita das palavras.
Análise - segmentar adequadamente.
Compreender que as histórias de vida são diferentes.
Conhecer e valorizar as regras de convívio no ambiente familiar e escolar.
Construir a concepção de família e suas diferenças.
Contar elementos em diferentes situações.
Desenvolver atitudes de cuidados com o corpo, a boca, a mente e do ambiente em que está inserido.
Desenvolver atitudes de observação e investigação.
Diferenciar noções de proporção, lateralidade, localização, representação e interpretação do espaço.
Escrita - escrever listas de palavras e títulos estabelecendo a relação letra/som.
Escrita - escrever o seu nome completo.
Escrita - escrever palavras e textos, ainda que de forma não convencional.
Escrita - reescrever textos diversos: individual e coletivamente.
Escrita - segmentar adequadamente.
Evidenciar as fases da vida.
Identificar as características do corpo humano: suas partes e funções básica.
Identificar e relacionar quantidades em situações lúdicas e de vida prática.
Investigar fatos de infância da época de seus pais e avós.
Investigar fatos ocorridos em sua vida para conhecer sua história.
Leitura - compreender os textos lidos pelo professor.
Leitura - ler diferentes textos ainda que não o faça de maneira convencional.
Leitura - ler listas, parlendas, poemas e quadrinhas.
Leitura - localizar informação com o auxílio de materiais diversos: imagem, quadrinhos, fotos, tabelas, gráficos e outros.
Leitura - localizar informações explícitas em textos diversos (contos, histórias em quadrinhos, bilhetes, poemas, receitas e outros).
Leitura - localizar informações explícitas em textos diversos (contos, histórias em quadrinhos, bilhetes,
Leitura - reconhecer a finalidade dos gêneros: contos, histórias em quadrinhos, bilhetes, poemas, receitas e outros.
Leitura - utilizar diferentes estratégias de leitura.
Oralidade - representar oralmente histórias ouvidas.
Oralidade - saber ouvir e falar.
Oralidade - transmitir recados.
Perceber a necessidade de cuidados com a ingestão de remédios.
Perceber a relação do "eu" com os sujeitos sociais de convívio.
Perceber as regras que organizam as atividades no dia-a-dia domiciliar e escolar (sinal de entrada, saída, recreio entre outros).
Perceber como o “eu” é fundamental no processo histórico.
Perceber o espaço ocupado por ele e pelo outro.
Reconhecer e ler os números naturais.
Resolver problemas expressos de diversas formas utilizando as noções de tabelas e gráficos.
Resolver problemas expressos por situações orais, textos e representações matemáticas.
Resolver situações-problema envolvendo a ideia da adição com números naturais. (priorizar).
Resolver situações-problema envolvendo a ideia da subtração com números naturais. (priorizar).
Situar objetos num determinado espaço.
Utilizar noções de números em situações cotidianas.
Utilizar o calendário para estabelecer relações de tempo.
Utilizar os órgãos dos sentidos para perceber a si mesmo e o mundo que o rodeia.
Utilizar variadas formas de expressão das observações: oral, escrita ou representações com materiais diversos.



METODOLOGIAS E SUAS TECNOLOGIAS


Ler textos de diferentes gêneros textuais;
Coletar dados por meio de pesquisas e observações;
Realizar atividades diárias de higiene;
Observar e analisar fatos, situações de forma a garantir a boa qualidade de vida;
Identificar todas as partes do corpo através de atividades de investigação, leitura, música, jogos e dinâmicas;
Favorecer a sua livre expressão para que, participem e busquem novas maneiras de interagir com a realidade até mesmo para modificá-la;
Realizar conversas, debates e entrevistas
Resolver situações-problemas envolvendo conceitos matemáticos;
Realizar pesquisas e coletas de dados para montagem de gráficos e tabelas;
Desenvovler registros escritos a partir da análise de filmes;
Utilizar o livro "As Três Partes", para trabalhar as formas geoméstricas;
Confeccionar cartazes e painéis com figuras recortadas e desenhadas pelos alunos.
Apresentações orais e escritas das pesquisas realizadas quanto aos órgãos dos sentidos.
Trabalhos com músicas (fazer interpretações de forma oral, gestos, escrita e desenhos);
Rodas de leitura e conversa analisando textos lidos pela professora;
Pesquisa e análise de imagens, que representam as fases da vida;
Resolver atividades envolvendo cruzadinhas, caça-palavras, bingo, palavras lacunadas para desenvolvimento da leitura e da escrita;
Produzir listas, frases e textos individuais e coletivos;
Desenvolver atividades de recorte e colagem para montagem de painéis, estudando espaços, naturais e construídos;
Construção da linha do tempo, com a contribuição dos familiares dos alunos;
Realizar visitas à Biblioteca para contação de histórias e pesquisas;
Resolver atividades no ambiente virtual utilizando fermentas como Word, PowerPoint, Softwares e Flash, buscando desenvolver a leitura e a escrita, a análise do calendário, dia e noite e localização espacial.
Desenvolver atividades lúdicas com jogos, brincadeiras e cantigas de roda, organizando os alunos com diferentes estratégias (individual, em grupos, em círculo, sentados no chão ou na cadeira).
Propor resolução de problemas matemáticos utilizando materiais concretos como tampinhas de garrafa, palitos, canudos entre outros.


PROCESSO AVALIATIVO

A avaliação será realizada através da observação, considerando as atitudes e comportamentos dos alunos, bem como seu interesse e participação.
Registrar os aspectos observados em planilha e caderno de registros. Aplicar Avalição Diagnóstica ao final do Bimestre, buscando respaldar dados observados e registrados na planilha.


FONTES DE PESQUISA


Álbuns do picasa;
Blog_ Cantinho da Prof. Mériely
Livros didáticos e paradidáticos da Biblioteca da Escola;
Internet (http://www.sol.eti.br, www.smartkids.com.br; www.canalkids.com.br)
IntegraEduca - Sistema Integrado de Gestão Pedagógica - Campo Grande, MS



1 de mai de 2009

ALUNOS DO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

Atividades Contos de Fada "Projeto Era Uma Vez... "

Estas são algumas das atividades desenvolvidas durante o Projeto Era Uma Vez...











Projeto com Contos De Fadas: "Era uma vez... Bruxas e Fadas"




APRESENTAÇÃO

Ao longo dos anos, muito vem se falando da importância da formação do leitor, mas pouco se tem feito no sentido de instrumentalizar pais e professores, no que diz respeito ao desenvolvimento do gosto pela leitura. Visto que o ato de ler não visa só a formação acadêmica da criança, mas a sua formação como cidadã, trabalhar com formação do leitor passa inevitavelmente pela leitura de livros, de imagens e do seu cotidiano com seu acervo cultural, que lhe dará visão de mundo.
Desde pequena, a criança escuta histórias narradas por sua mãe, seu pai ou seus familiares mais próximos. Os contos de fadas, as fábulas, as histórias bíblicas, os poemas, as anedotas ou até as histórias inventadas pelos seus pais carregam o poder de encantar e deslumbrar a todos os que os ouvem.
É ouvindo que podemos sentir emoções importantes na vida, como: tristeza, raiva, irritação, medo, alegria, segurança, insegurança, irritação, bem-estar, pavor, tranqüilidade, liberdade, entre muitas outras sensações. Daí a importância de se selecionar livros de literatura infantil que desenvolvam na criança o senso crítico, construindo-se um ser independente, com uma visão de mundo voltada à situação real. De acordo com COELHO, a literatura infantil é responsável pela “formação de uma nova mentalidade”.
Toda criança que lê e tem acesso a livros tem maior facilidade em aprender e conhecer o mundo; a leitura facilita a compreensão dos conteúdos estabelecidos, traz benefícios para toda a comunidade escolar, pois quanto maior for o entendimento e conhecimento, mais poderá o professor avançar e aguçar a curiosidade dos alunos, para que busquem as suas respostas nos livros, utilizando-os como instrumentos de pesquisa

JUSTIFICATIVA

A leitura é uma atividade permanente da condição humana, uma habilidade a ser adquirida desde cedo e treinada em várias formas. Lê-se para entender e conhecer, para sonhar, viajar na imaginação, por prazer ou curiosidade; Lê-se para questionar e resolver problemas. O indivíduo que lê participa de forma efetiva na construção e reconstrução da sociedade e de si mesmo, enquanto ser humano na sua totalidade. Na sociedade moderna grande parte das atividades intelectuais e profissionais gira em torno da língua escrita. Vê-se então que o Projeto Era uma vez... Bruxas e Fadas vem de encontro com o anseio dos alunos em obter o domínio da habilidade de leitura proficiente garantindo o exercício de cidadania, o acesso aos bens culturais e a inclusão social.
A leitura possui um caráter formativo e instrumental, isto é, ela serve para nos aprimorarmos quanto pessoas e serve também para aprimorarmos o nosso desempenho em inúmeras atividades que realizamos em nossa vida social, acadêmica e profissional. Através da leitura testamos os nossos valores e experiências com as dos outros. Diante da perspectiva de que a leitura é fundamental no desenvolvimento do ser humano, e que a escola possui um papel importante no desenvolvimento do hábito da leitura, julgou-se relevante o desenvolvimento do presente projeto: ERA UMA VEZ... BRUXAS E FADAS.

PROBLEMATIZAÇÃO

ATIVIDADE DISPARADORA:

Filme “Branca de Neve” – Walt Disney
Discussão sobre os fatos e personagens presentes no filma, para levantamento dos conhecimentos prévios, quanto aos contos de fadas.
O filme Branca de Neve é um conto de fada?
Que seres fantásticos aparecem no filme?
Há castelos? Bruxas? Fadas?
Quem salva Branca de Neve?
Que outros contos de fada você conhece?

PROBLEMATIZAÇÃO:
Sabemos que nem todos os contos de fada têm fadas.
Então, por que são chamados assim?

CONTEÚDOS

Produção e expressão oral.
Relato pessoal.
Conversas formais e informais.
Unidades sonoras da língua, letra, sílaba e palavra.
Nome próprio.
Contos.
Estratégias de leitura.
Apropriação da base alfabética.
Leitura compartilhada de textos narrativos e informativos.
Escrita convencional e não convencional.
Cada criança tem sua história – eu e minha família.
Elementos naturais e culturais do espaço de vivência.
Registro de quantidades, situações-problemas envolvendo adição e subtração, gráficos e tabelas simples.
Comparação de características e comportamentos entre os seres humanos envolvendo condições do ambiente.

OBJETIVOS E METAS

OBJETIVO GERAL

A leitura é um ato que de tal modo faz parte de nosso dia-a-dia que acabamos acreditando ser algo "natural", "sempre igual" e que não necessitaria de qualquer problematização ou reflexão. Mas quando trabalhamos de forma lúdica, colorida e com imagens com os nossos alunos que estão iniciando a prática de leitura, despertamos o interesse, o conhecimento, a opinião ao mundo das letrinhas.
Assim, o objetivo deste projeto é desenvolver momentos onde o aluno e seu professor, terão acesso a "belos contos de fadas". Propiciando assim, de forma lúdica e dinâmica, experiências diversificadas, estimulando o gosto pela leitura, enriquecendo a criatividade, o imaginário e o conhecimento.

OBJETIVOS CONCEITUAIS:

 Conhecer a vida de escritores de contos infantis como, Hans Christian Andersen e Irmãos Grimm;
 Identificar personagens de contos de fadas, como: magos, fadas, duendes, anões, gigantes, etc.;
 Identificar os contos pela linguagem típica dos mesmos;
 Identificar as marcas temporais presentes nos contos;
 Identificar letras e palavras conhecidas presentes nos títulos das histórias e nomes de personagens.

OBJETIVOS PROCEDIMENTAIS:

 Ampliar as possibilidades de movimentos;
 Expressar-se por meio de desenhos, pinturas e colagens;
 Desenvolver a linguagem oral;
 Ler, ainda que de forma não convencional;
 Dramatizar histórias, por meio de expressões orais e dança;
 Descrever cenários e personagens;
 Identificar soluções de conflitos presentes nos contos;
 Identificar títulos de histórias conhecidas;
 Continuar histórias a partir de um determinado ponto;
 Produzir textos, tendo o professor como escriba.

OBJETIVOS ATITUDINAIS:

 Possibilitar um instrumento onde as crianças coloquem suas emoções e necessidades;
 Sistematizar situações-problema, a partir de contos, para as crianças refletirem criando alternativas de acordo com seus pensamentos;
 Buscar no mundo da fantasia possíveis soluções para os problemas de mundo real;
 Resgatar a importância do “contar histórias”, no contexto familiar;
 Valorizar o conto (popular e de fadas) como parte da tradição dos povos;
 Aprender valores;
 Desenvolver o senso crítico e a criatividade.

METAS

Partindo dos objetivos propostos, temos as seguintes Metas a serem alcançadas:
 Incorporar as novas tecnologias não apenas para expandir o acesso à informação atualizada, mas principalmente para promover uma nova cultura do aprendizado por meio da criação de ambientes que privilegiem a construção do conhecimento e a comunicação;
 Considerar as expectativas, potencialidades e necessidades dos alunos;

METODOLOGIA E SUAS TECNOLOGIAS


O projeto será desenvolvido através das seguintes ações:

 Leitura de contos de fadas e histórias infantis;
 Desenvolver atividades diversas utilizando diferentes recursos tecnológicos, como o Notebook e o Data Show;
 Criar situações de fantasia e encantamento utilizando o ambiente virtual;
 Transportar a imaginação para o reino do maravilhoso;
 Trabalhar as emoções que as histórias transmitem;
 Resgatar a importância que os contos populares e de fadas exercem sobre as crianças;
 Conto das histórias com o tapete em ambientes fora da sala de aula;
 Ouvir histórias utilizando data show, cd mp3 entre outros recursos;
 Músicas e brincadeiras;
 Dramatização de histórias conhecidas, onde as crianças sejam as personagens;
 Apreciação da leitura feita pela professora;
 Identificação de valores encontrados nas personagens das histórias.
 Atividades diversas como: pintura, desenho, recorte colagem, confecção de fantoches (personagem das histórias contadas), dobradura e outros;
 Fazer rodinha com as crianças para discutir, trocar idéias sobre fatos e acontecimentos da história que acabou de ser contada;
 Confecções de livros;
 Confecções de um castelo utilizando materiais recicláveis como caixa de leite e garrafa pet;
 Leitura individual;
 Leitura em grupo;
 Leitura silenciosa;
ANÁLISE DOS CONTOS DE FADAS, OBSERVANDO:
 Estrutura textual (narrativa), começo, fato complicado, auge do problema e desfecho (final);
 Temporalidade;
 Linguagem própria diferente da linguagem do cotidiano;
 Descrição de cenários e personagens;
 Presença do conflito (bem e mal, protagonistas e antagonistas);
 Resolução de conflitos, levando a um final feliz;
 Presença de elementos fantásticos (bruxa, fadas, anões, magos, gigantes...);
 Listar oralmente as histórias preferidas;
 Reconhecer títulos de histórias e nomes de alguns personagens;
 Continuar a história a partir de um ponto estabelecido pela professora;
 Elaborar um novo final, diferente do original;
 Analisar as características das personagens na história.

DRAMATIZAÇÃO DAS HISTÓRIAS, OBSERVANDO:
 Expressões faciais;
 Criatividade;
 Vocabulário;
 Narração;
 Movimentos espontâneos e programados;
 Postura e encenação;
 Colocação de voz.

SAINDO DO AMBIENTE “MESA E CADEIRA”

Durante as rodas de leitura, levar os alunos para a área externa da escola, possibilitando aos alunos, fazerem leitura deitado, sentado na grama ou em um tapete, proporcionando uma aula diferenciada em ambiente agradável.

Sacola Era Uma Vez... e Mala Viajante
O desenvolvimento do Projeto contará ainda com os recursos da Sacola Era Uma Vez, onde um aluno sorteado leva a sacolinha para casa. Dentro da sacolinha há um livro de história e um caderno de registro. Com ajuda de um adulto, o aluno deverá realizar a leitura do livro e registrar ao seu modo o que foi lido. E ainda, a Mala Viajante que percorrerá as demais salas de aula de escola, buscando contribuições para o desenvolvimento do Projeto. Estas contribuições poderão ser: objetos, desenhos, notícias, figuras, livros, adesivos, filmes entre outros, de acordo com imaginação...
Vale lembrar que a sala que receber a mala viajante será avisada com antecedência para trazer sua contribuição.

ATIVIDADES DIVERSAS:

Contar e explorar muitas histórias como: João e Maria, Chapeuzinho vermelho, Cinderela, O gato de botas, A Bela Adormecida, Branca de Neve, o Patinho Feio e muitas outras. Apresentar as histórias para os alunos através do livro, do teatro de fantoches de mão ou de vara, da TV e DVD, internet, data Show etc.
•Produzir listas coletivas e individuais de palavras relacionadas à temática.
•Realizar pesquisas em livros da Biblioteca e na internet por meio de sites pré – selecionados pela professora.
•Produzir com as crianças livros infantis dos quais elas deverão participar da construção e ilustração.
•Realizar trabalhos na sala de aula explorando as estórias com muito dinamismo e criatividade.
•Assistir filmes que destacam castelos, bruxas, reis e rainhas.
•Confeccionar um castelo utilizando caixas de leite e garrafa pet.
•Culminância: expor os materiais produzidos durante o projeto e promover banquete e baile real.

AVALIAÇÃO

É imprescindível enxergar com novos olhos o verdadeiro, o universo mágico e encantador dos livros em sala de aula e, conseqüentemente, entendendo-se aí toda a prática cotidiana do aluno.
Observar nos alunos e registrar em relatórios e planilhas os seguintes aspectos: interatividade, participação compartilhada, regras, disciplina, organização, trabalho em equipe, responsabilidade.

RECURSOS

Notebook, internet;
TV, DVD, Data Show;
CD de histórias;
Tapetes;
Fantoches de diversos tipos;
TNT;
Cenário para apresentação de fantoches;
Lápis de cor, giz de cera, sulfite, canson, papéis coloridos, tinta guache, pintura a dedo, cola, tesoura e pincel.
Livros de contos de fadas e histórias infantis.
Materiais recicláveis entre outros.

20 de mar de 2009


"Os analfabetos do próximo século não são aqueles que não sabem ler ou escrever, mas aqueles que se recusam a aprender, reaprender e voltar a aprender"
( Alvin Toffler )

19 de mar de 2009

PLANEJAMENTO VOLTA AS AULAS...


TEMÁTICA: Adaptação e Integração no espaço escolar
O início das aulas é um momento que mistura alegria, tristeza, ansiedade, novidade e choro. Justamente por se tratar de algo novo para a criança requer um período de adaptação, especialmente para as que estão indo para escola pela primeira vez. A fase de adaptação pode durar alguns minutinhos, horas, dias e até meses... depende da criança e principalmente da Escola. Assim, surge a preocupação...
Problema: O que fazer para que a criança sinta prazer em estar na escola?

Conteúdos
Língua Portuguesa:

Conversas, relatos de vivências, narração;
Nomes dos colegas, da professora e dos funcionários.
Crachá e cartaz com lista de nomes;
Alfabeto;
Histórias infantis;
Sondagem da escrita.
Matemática
Contagem oral;
Jogos;
Leitura de calendário.
Situações-problemas.
História e Geografia
Regras de convivência.
Observação dos diferentes ambientes do espaço escolar.
A história de vida do aluno.

Objetivo Geral
Conhecer a escola como um ambiente de transformação social, onde todos têm algo a oferecer.
Objetivos Específicos

 Colaborar para que as crianças sintam prazer em estar na escola;
 Promover atividades lúdicas de conhecimento das dependências e pessoas que trabalham na escola;
 Facilitar o entrosamento, despertar a cordialidade e espontaneidade.
 Propor atividades que colaborem para a aproximação entre os colegas, ou entre eles e crianças novas;
 Fortalecer o vínculo afetivo e um diálogo aberto;
 Elaborar os combinados, de acordo com a necessidade do grupo;
 Proporcionar atividades que contribuam para a livre expressão: falada, gesticulada, cantada ou através de desenhos.
 Verificar as fases de escrita dos alunos.

Metodologias e suas Tecnologias

1. Acolhida: Receber as crianças com carinho e alegria;
2. Semana Interativa: contratos do grupo, reflexão sobre as diferenças físicas e comportamentais necessários para uma boa convivência, atividades mobilizadoras (dinâmicas, dramatizações), registro do contrato de convivência.
3. Realizar rodas de leitura, de conversa e de discussões, investigando as preferências dos alunos, bem como seus interesses pela escola.
4. Visitar os diferentes ambientes da escola familiarizando os alunos com cada um deles.
5. Desenvolver atividades lúdicas com jogos, brincadeiras e cantigas de roda, organizando os alunos com diferentes estratégias (individual, em grupos, em círculo, sentados no chão ou na cadeira).
6. Trabalhos com músicas (fazer interpretações de forma oral, gestos, escrita e desenhos);
7. Atividades orais (roda da conversa) onde os alunos poderão expressar suas expectativas quanto a escola, suas emoções, seus sentimentos;
8. Atividades com nomes (crachás) e alfabeto;
9. Sondagem da escrita;
10. Situações-problemas (quantos alunos faltaram, quantos meninos são etc)
11. Registrar hipóteses e conclusões através de desenhos, produções de listas de palavras e pequenos textos.
12. Resolver atividades práticas envolvendo os ambientes de aprendizagem.
13. Utilizar sala de multimeios para assistir vídeos e filmes que explorem a integração social do aluno.


Avaliação

Neste primeiro momento, realizar a avaliação através da observação, considerando as atitudes e comportamentos dos alunos, pois o foco principal é conhecer o aluno e o meio social onde o mesmo está inserido.
Registrar os aspectos observados em um caderno de registros confeccionado para este fim.

Recursos

Aparelho de som, CD, TV, DVD (filme Spirit O Corcel Indomável), papel sulfite, papel cartão, cartolina, lápis de cor, lápis de escrever, canetinha, tesoura, cordão, cola branca, caderno de registro, caixa de sapato e dicionário.